Publicado por: sosortomolecular | 9 de Agosto de 2009

Resistência à Insulina e à Leptina

 Centenas de excelentes artigos científicos têm estabelecido a ligação da resistência à insulina, e mais recentemente da resistência à leptina, com a doença cardiovascular, de modo muito mais evidente do que o colesterol, e são na realidade, pelo menos parcialmente, responsáveis por anormalidades no colesterol. Por exemplo, a resistência à insulina e à leptina resulta em um aumento na quantidade de uma fração especial das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) as partículas “pequenas e densas” do LDL (LDL pequenas e densas).

 Isto é muito mais importante do que a taxa de colesterol total. Uma vez que, com a transição do tamanho das partículas para as LDL pequenas e densas, o colesterol LDL total ainda poderia ser baixo apesar do número das partículas dessa fração – pequena e densa – ser maior. Partículas LDL pequenas e densas podem se inserir entre as células que formam o forro das artérias, onde elas podem sofrer colisões e serem oxidadas (rançar), dando início a um processo de inflamação nessa membrana e formando as placas que levam a uma obstrução posterior.

 Muitos estudos científicos mostraram um mecanismo de causa e efeito entre a insulina e a leptina elevadas com a doença cardiovascular, enquanto que quase todos os estudos equivocados do colesterol só mostram uma associação entre as taxas elevadas e a enfermidade. Uma associação não insinua causa. Por exemplo, qualquer coisa pode estar causando anormalidades nos lipídios – colesterol e triglicérides elevados, e também estar causando doença de coração. 

 Essa “qualquer outra coisa” é o mau funcionamento metabólico da insulina e da leptina. De forma equivalente a glicose não causa diabete; a glicose está escutando ordens. Um comando defeituoso da insulina e da leptina é a causa de diabete. Igualmente, colesterol não causa doença de coração, mas sinais metabólicos indevidos, que incluem sinais indevidos para o colesterol (fazendo-o oxidar) e talvez para o fígado, que fabrica o colesterol, causarão a doença cardiovascular e a hipertensão. 

 Reduzir o colesterol não irá trazer nenhuma melhora nas causas subjacentes, as verdadeiras raízes da doença crônica sempre diz respeito a uma comunicação metabólica imprópria, e os generais dessa comunicação metabólica são a insulina e leptina. Elas são realmente o que deve ser tratado para reverter a doença do coração, diabete, osteoporose, obesidade, e até mesmo o processo de envelhecimento.

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Categorias

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 121 outros seguidores

%d bloggers like this: